Como aumentar as vendas quando os consumidores gastam menos?

0
74
views

Publicado por: Comunicação | 09 de julho de 2020

Todos os empresários estão
sofrendo com os problemas de fluxo de vendas e receita. A crise financeira
provocada pela pandemia levou os consumidores a serem mais assertivos na hora
da compra.

O especialista em marketing e
diferenciação, Pedro Superti, diz que o comportamento do consumidor está
mudando profundamente com a crise e que o empresário não pode mais a voltar a
vender como antes. “Não é um momento de pausa para o empresário, achando que logo
as coisas voltarão ao normal, ou de resiliência. A melhor maneira de aproveitar
a crise é enxergar novas possibilidades com os espaços que surgem de demanda e
serviços”.

Para a diretora executiva da Ziggle, Cintia Medvedovsky, há
uma demanda reprimida de consumo e a reabertura gradativa da economia será uma
oportunidade para aqueles que estivem preparados. “Os empresários precisarão
estar atentos ao estoque e canais de vendas para aproveitar esse momento”.

Outro diferencial, segundo Marcos Farias, CEO da Ark1, é investir
na capacitação dos colaboradores, para desenvolver as habilidades e
potencialidades de cada um e, como consequência, gerar o desenvolvimento da
própria. “Treinamentos, certificações e o investimento em novos conhecimentos
são um diferencial”.

Os empresários são unanimes em defender a aproximação com o
cliente como fundamental neste momento. Rodrigo Aquino, head da Lean
Transformation, lembra da importância da comunicação com o cliente. “A ideia
nesse momento é captar o máximo de informação do cliente de forma a ajustar seu
produto ou serviço. Entender por que ele compra ou não de você será uma
informação importante para direcionar sua produção”.

Como reinventar a
forma de vender em meio à crise?

Para se reinventar é indispensável entender como o
consumidor mudou e o que ele precisa neste novo contexto e entregar isso para
ele, explica o especialista Pedro Superti. “Ofereça uma experiência. Fale com
personalidade do seu negócio. Que tal mostrar o seu dia a dia, a rotina do que
está acontecendo, os bastidores de como você compõe o seu produto ou serviço,
os seus hobbies. São informações e características que tornam a sua marca algo
único. Quem se identifica vai querer estar perto de você”.

O especialista elencou algumas dicas para os empresários
atraírem mais clientes e aumentarem as vendas neste momento delicado que
vivemos.

  • Mapeie
    seu fluxo de vendas (no caso, a primeira venda):
    acompanhe o passo a
    passo do cliente, desde o momento em que ele ouve falar da sua marca até o
    pós-venda. Muitos negócios não fazem a jornada do cliente, o que dificulta a
    identificação de ofertas.
  • Crie sua
    oferta de entrada:
     não adianta atrair o cliente com potencial de
    comprar somente o produto mais barato. É preciso trazer para dentro do seu
    negócio o cliente que pode comprar o backend (a oferta dos bastidores, a que
    traz lucros e que só é apresentada ao cliente depois que ele veio conversar com
    você).
  • Seduza
    seus clientes hiper-responsivos:
     aprender o que ele gosta ou não, te
    permite desenhar um produto ou serviço que pode se tornar a sua Disneylândia.
    Como exemplo, cito a marca Harley Davidson, que quer vender o modelo de entrada
    de sua moto, para depois tornar seu cliente integrante de sua tribo de
    motoqueiros. Vender a ele a jaqueta da marca, depois uma moto mais moderna, uma
    viagem para o Chile, e assim vai.

Fonte: AERP