O futuro e a reinvenção do conteúdo no rádio e da TV foram os destaques do Congresso

0
124
views

No segundo e último dia do Congresso a gestão e o futuro do rádio e da TV foram os destaques. Abrindo as palestras na plenária, o professor Bruno Fernandes apresentou cases sobre as diferenças na gestão de pessoas em empresas de pequeno e grande porte, a demanda por profissionais multitarefas, a importância do desenvolvimento do colaborador e a gestão de pessoas nas empresas familiares.

Na sequência, a programação do Congresso contou com o prestígio do Ministro da Saúde, Ricardo Barros e da vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti. Barros fez uma breve apresentação sobre o primeiro ano de sua gestão. Já a vice-governadora ressaltou a missão do radiodifusor em levar a informação a todo o momento para toda a população.

Censo Econômico

Um projeto inovador, o Censo Econômico da Radiodifusão do Paraná foi apresentado pelo consultor e supervisor do projeto, Fernando Morgado. Ele apresentou os principais resultados da real participação e representatividade do rádio no investimento publicitário paranaense.

Mídias Sociais

O que o meio rádio tem a ver com as mídias digitais? Absolutamente tudo. É o que os palestrantes Hélio Gomes (Grupo Mix), Liliane Ferrari (Consultora), Fernanda Musardo (Musardos), com mediação de Michel Micheleto, apresentaram no painel sobre planejamento e gestão de mídias sociais. Os especialistas abordaram como explorar todo o potencial das redes sociais e o grande peso que elas têm nas estratégias de marketing das emissoras. Cases de sucesso foram apresentados e como impactam de forma positiva a audiência e receita das empresas.

O futuro

O painel “O Futuro do Rádio e da TV: prepare-se para as novidades que vêm por aí” trouxe para a plenária a seguintes questões: o futuro do rádio é digital? Qual o impacto das novas tecnologias? Quais os rumos do rádio e da TV? Este painel discutiu as mudanças que o ambiente digital traz ao setor de comunicação, como as emissoras podem se preparar para novos formatos com o rádio híbrido, a importância do rádio nos celulares e outros dispositivos móveis, enfim, as oportunidades que as novas tecnologias trazem. O presidente da Aerp, Alexandre Barros, mediou as discussões e apresentou o Projeto Radiophone. Para o presidente da Aerp, está equivocado o empresário ou consumidor que acredita que o futuro do rádio está só na internet. “A internet é um importante meio complementar. Mas o futuro do rádio está principalmente no dial, no sinal livre, universal e gratuito”, afirma Barros. Além do Projeto Radiophone, André Cintra, diretor técnico da Abert, falou sobre a migração AM/FM. Já Eduardo Cappia, diretor da EMC, apresentou como as rádios devem se adaptar a faixa estendida. Marco Túlio, diretor da ZYDigital, apresentou a internet como driver para o rádio, ou seja como usar a internet a favor do rádio.

CEO’s da TV

Os grandes CEO’s da TV: Ratinho (Grupo Massa), Mariano Lemanski (GRPCOM), Leonardo Petrelli (Grupo RIC/PR) e Joel Malucelli (JMalucelli) compartilham suas vivências e visão estratégica de uma projeção do futuro, abordando temas como o crescimento do conteúdo streaming e da televisão à cabo, a reinvenção do conteúdo e o futuro do negócio do setor de comunicação.

“O Trilema Digital”

Considerado um dos maiores especialistas em comunicação e interatividade do Brasil, Walter Longo, presidente do Grupo Abril, encerrou o Congresso de forma brilhante, apresentando o impacto da revolução tecnológica no relacionamento com o consumidor, com exemplos práticos e surpreendentes de como as empresas e profissionais precisam rever seus paradigmas e estabelecer novas formas de comunicação com o mercado.

O post O futuro e a reinvenção do conteúdo no rádio e da TV foram os destaques do Congresso apareceu primeiro em Portal Aerp.