MIS faz parceria com Sindicato dos Radialistas do MS

0
32

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, através do Museu da Imagem e do Som de MS, em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores em empresa de radiodifusão, televisão, publicidade e similares de Mato Grosso do Sul lança a campanha Memória do Rádio de MS 40 anos, no intuito de construir um acervo com as vozes que fazem e fizeram história no estado depositando esta memória no acervo do MIS.

O lançamento da campanha acontece no próximo dia 21 de setembro, às 19h no MIS (Museu da Imagem e Som), quando se comemora o Dia do Radialista e segundo Rose Borges, presidente do Sintercom, a entidade irá comunicar e convidar todas as emissora de rádio do estado para enviarem material.

“Nós do Sindicato dos Radialistas, aprovamos e achamos muito importante o registro e o resgate dos grandes nomes da comunicação, que se mistura com a história do rádio. Entraremos em contato com radialistas de todo o Estado para colhermos histórias, depoimentos e registros em vídeos e fotos. Onde houver uma boa história sobre os grandes nomes da Comunicação, estaremos lá”, afirmou Rose.

Para Marinete Pinheiro coordenadora do MIS, é importante somar ações com entidades de classe para construir um acervo fonográfico. “O rádio sempre foi um importante veículo de comunicação e entretenimento para nossa sociedade e sentimos a necessidade de trazer esta memória para o museu, ficando assim, disponível para futuros comunicadores, pesquisadores e a comunidade em geral”, comentou.

Os locutores podem enviar o material que queiram deixar para a memória, como uma publicidade que marcou sua carreira, uma entrevista, fotografias históricas, etc. Podendo ser em formato digital ou físico.

A entrada é gratuita e liberada para o público.

O MIS está localizado no prédio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul que fica na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559 – Centro, Campo Grande-MS.

Mostra de Cinema em comemoração ao Dia do Radialista abre com documentário sobre Rádio Nacional

Na noite desta segunda-feira (11/09) teve início a Mostra de Cinema realizada pelo MIS (Museu da Imagem e do Som) em parceria com o Sindicato dos Radialistas. O primeiro filme a ser exibido foi o Documentário “Rádio Nacional” de Paulo Roscio. O documentário foi feito a partir de depoimentos de grandes personalidades que contribuíram com sua história e funcionários demitidos após o golpe civil-militar em 1964. A Mostra tem a curadoria do jornalista e radialista Clayton Sales. ‘É importante homenagear o radialista, pois é profissão muitas funções. Lembramos do locutor mas, tem o operador de áudio e muitas outras funções. “Esses profissionais muitas vezes são ocultados pela própria mensagem, mas fazem parte da nossa vida”, diz Clayton Sales.

A presidente do SinterCom, Rose Borges, explica que a ideia da Mostra surgiu com a aprovação da lei federal que institui “verdadeiramente” o Dia do Radialista como 21 de setembro, devido ao decreto lei 7.984, de 21 de setembro de 1945, que regulamentou as funções de radialista e fixou níveis mínimos de salário para a categoria. “É um mercado em expansão, hoje não temos mais o curso superior de Rádio e TV, ficamos sem formação acadêmica. Temos agora o profissional por experiência, como os vários radialistas que marcaram a infância da gente pela voz. Têm rádios comunitárias bem alternativas que o sindicato não abrange e estamos trazendo essas pessoas para o profissionalismo, para tirar DRT [registro na Delegacia Regional do Trabalho]”.

Rose diz que hoje são 94 profissões regulamentadas que fazem parte da profissão de radialista, como o técnico, o engenheiro, o editor de imagens, o operador de áudio. A lei 6.625 regulamenta a profissão do radialista e a carta-horária de trabalho. “Ainda em setembro vamos realizar um seminário no MIS sobre legislação, registro profissional e a profissão do radialista com o objetivo de preparar as pessoas para se regulamentar. E no dia 21 de setembro, também no MIS, vamos lançar a memória radiofônica de Mato Grosso do Sul. Até outubro estaremos gravando vozes dos nossos locutores, fazendo registros, fotos, bibliografia, para compor esta memória”.

A Mostra que comemora o Mês do Radialista acontece esta semana até 15 de setembro (segunda a sexta), com exibições de filmes e debate sobre a profissão do radialista, sempre às 19 horas, com entrada franca. Confira aqui a programação.

Fonte: Sindicato dos Radialistas do Mato Grosso do Sul.

Fonte: FITERT – Federação dos Radialistas