Radialistas do Amapá participarão de seminário com entidade de imprensa da Guiana Francesa

Radialistas do Amapá participarão de seminário com entidade de imprensa da Guiana Francesa

25 de julho de 2017 0 Por Equipe TudopraRádios

Uma parceria entre trabalhadores de radiodifusão e televisão do Amapá e a Union Internationale de la Press Francophone (UPF), visa promover um seminário em Macapá com os profissionais do Estado do Amapá e a direção da entidade de imprensa da Guiana Francesa, objetivando a profissionalização das categorias, por meio da língua francesa e portuguesa.

Nesta quinta-feira, 20/7, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Radiodifusão e Televisão do Amapá, José Maria Silva, conversou por telefone por mais de 40 minutos com o jornalista Frantz Montoban, editor-chefe da France Télévisions e diretor da UPF, que está em Cayena na Guiana.

Montoban destacou a necessidade de radialistas e jornalistas do Amapá e de seu país participarem do intercâmbio profissional, a fim de estreitar laços de amizade e convivência no trabalho cotidiano na divulgação das informações das duas nações.

Segundo ele o projeto está pronto para ser desenvolvido e deverá ocorrer antes do final do ano, dependendo apenas das mobilizações que será feita em Macapá, nas faculdades, escolas de língua francesa e principalmente com a categoria dos trabalhadores e trabalhadoras de rádio e televisão.

O objetivo é fortalecer a imprensa na Amazônia e América latina, defender a liberdade de expressão, criar uma grande rede de informação e promover a língua francesa. A associação pretende também organizar e promover, formação e conferências públicas.

“Caso alguém de imprensa de Macapá queira aprender falar francês, o intercâmbio servirá de base para que esse radialista passe algum tempo na Guiana coordenado por nossa entidade. Assim será com profissionais que ainda não falam a língua portuguesa, como esse encontro em Macapá, queremos fazer novos membros e não poderíamos deixar os colegas do Brasil e Suriname que falam a língua francesa, de fora deste projeto ressaltou Montoban”.

A UPF tem mais de 3 mil de profissionais de imprensa filiados em todo o mundo, ela foi criada em 1950 por jornalistas da França e do Canadá com objetivo de unir todos os jornalistas e radialistas que falam a língua francesa entorno do globo. A inauguração da ponte binacional que liga o município de Oiapoque a Europa vai facilitar o acesso entre os dois países.

A entidade é atualmente reconhecida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Organização internacional da francofonia (OIF), Repórteres Sem Fronteiras, dentre outras.

Países como Togo, Bélgica, Camarões, Haiti, Ilhas Mauricio, Senegal, Madagascar, Canadá e diferentes departamentos da Franca são membros da UPF. Vários jornalistas de diferentes mídias em Caiena também já estão filiados na associação: Guyane 1ère Télé et Radio, Lekotidien, Guyaweb, ATV Guyane, Radio Péyi, Kourou Télévision, France-Guyane, Une Saison en Guyane; além dos correspondentes de jornais e agências nacionais AFP, Le Monde, Reuters e Anima.

Fonte: Sindicato dos Radialistas do Amapá.

Fonte: FITERT – Federação dos Radialistas