Rádios no interior do Paraná migram para FM

Rádios no interior do Paraná migram para FM

21 de junho de 2017 0 Por Equipe TudopraRádios

Duas rádios no interior do Paraná efetivaram a migração AM-FM e já operam no dial FM. Uma delas é a emissora Cultura AM 560 de Guarapuava, que é controlada pela Central Cultura de Comunicação (da diocese de Guarapuava) e que opera em classe especial em 94.3 FM. Já a Cultura FM 107.3 de Apucarana também já opera no dial FM na região de Londrina.

De acordo com Jorge Teles, diretor artístico e de jornalismo da Central Cultura de Comunicação, a emissora opera em caráter experimental. “Estamos transmitindo em caráter ‘precário’ até por uma questão de experimento, pois ainda não foram instalados os equipamentos necessários. Por enquanto, não chegaram ao Brasil antenas, transmissores, além de outros equipamentos comprados já algum tempo, para que a Rádio Cultura opere com sua capacidade total em FM, que será de 35 mil watts de potência, na Classe Especial. Estamos trabalhando com apenas um quilo, ou seja, mil watts. Acredito que até agosto tudo esteja normalizado e possamos, então, pôr em prática o projeto em sua totalidade”, destacou Jorge. O diretor ressaltou que a rádio vai operar simultaneamente em AM e FM. “Por enquanto, a programação continua a mesma da AM, mas muita coisa vai mudar e para melhor nos próximos meses. Na nova programação, haverá espaço para jornalismo, evangelização e entretenimento. Considero esta mudança como de grande valia para todos da comunidade. Também destaco que por enquanto, a emissora continua transmitindo em AM 560”, afirmou o diretor. Por fim, Jorge também revela que foram investidos mais de um milhão e meio de reais para a operação em FM. “Ao final, os investimentos irão superar um milhão e meio de reais. Neste montante, estão incluídos desde taxa de migração, novos estúdios, novos transmissores e antenas e outros investimentos paralelos em função da nova rádio que vão desde a aquisição de veículos, novos sites, vinhetas, contratação de novos profissionais, treinamento de equipe, entre outros. Importante frisar que quando, em 2013, foi assinado o Decreto da Migração pela presidente Dilma Rousseff, juntamente com o padre Reonaldo Pereira da Cruz, Diretor Geral da Emissora, que considero um grande administrador, montamos um planejamento para chegarmos neste momento. Conseguimos capitalizar os recursos com a própria empresa para investir neste novo projeto. Como sempre falo para o padre Reonaldo, amanhã ou depois nós não estaremos mais aqui, mas a rádio fica e deverá permanecer sendo o que já é, ou seja, uma referência em comunicação radiofônica”; pontuou. Massa FM também vai transmitir sua programação por meio de migrante em Guarapuava Guarapuava conta com duas emissoras migrantes AM-FM. Além da Cultura FM, a Cacique AM 760 também esteve entre as 45 emissoras migrantes que assinaram o termo aditivo do processo em Curitiba no começo de junho. A Massa FM irá ocupar a sintonia 105.7 FM, resultado do processo de migração AM-FM da estação. Detalhe: a migrante será de classe A1 de operação, ou seja, terá um longo alcance pelo interior do Paraná (somado a altitude considerável dessa região paranaense, geralmente acima dos 1000 metros). Além dessas duas emissoras, Guarapuava conta com mais duas rádios aptas a fazer a migração. A Rádio Difusora AM 1250 (que vai ocupar a frequência 107.1 FM) e a Atalaia AM 1180 (que vai operar em 96.1 FM). Ambas estão na faixa de potência A4. Cultura FM também opera em FM na região de Londrina O Paraná conta com mais uma migrante AM operando no dial FM do estado. Trata-se da Cultura AM 1460 de Apucarana, cidade localizada em uma importante região que vai abranger duas das principais cidades do estado: Londrina e Maringá. A emissora opera sua grade popular em 107.3 FM em caráter experimental. Fonte: Tudo Rádio

O post Rádios no interior do Paraná migram para FM apareceu primeiro em Portal Aerp.