Trabalhadores da Fundação Aperipê são beneficiados por lei estadual

Trabalhadores da Fundação Aperipê são beneficiados por lei estadual

31 de março de 2017 0 Por Equipe TudopraRádios

Na manhã dessa segunda-feira (27), os radialistas da Fundação Aperipê conquistaram grande vitória após dez anos de luta. Foi sancionado pelo Governo do Estado de Sergipe o projeto de lei que garante alterações em carreiras e incorporação de gratificações para os trabalhadores da Fundação Aperipê, Emdagro e Pronese.

O Projeto altera dispositivos da Lei 7.820/2014, instituindo o Plano de Cargos e Carreira e Vencimentos (PPCV) da Administração Geral do Poder Executivo do Estado de Sergipe e, na prática, garante a gratificação, no caso da Emdargo e Pronese, e níveis formais de escolaridade para a Aperipê.

O Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) foi criado pelo Governo do Estado e aprovados na Assembleia Legislativa em abril de 2014 e está valendo desde o dia 1° de julho de 2014. Ele é um pacote de benefícios que organiza a tabela salarial e a carreira dos trabalhadores do serviço público, com ganhos através de mudanças de níveis a cada três anos e por apresentação de diplomas de titulações.

O presidente do Sindicato dos Radialistas de Sergipe e secretário de política sindical da Fitert, Fernando Cabral, lembra que essa foi uma conquista dos trabalhadores e que, felizmente, contou com apoio do atual governador do estado. “Nossa luta, que se iniciou em 1990, finalmente obteve vitória. O governador, Jackson Barreto, manteve diálogo conosco desde 2011, quando gestões anteriores não deram a atenção necessária à nossa luta. Finalmente conquistamos mais um direito para os trabalhadores da comunicação pública, avançando na luta”.

O diretor-presidente da Fundação Aperipê, Givaldo Ricardo, também reforça que a conquista é extremamente significativa para a categoria dos radialistas. “São 54 radialistas que se beneficiarão da modificação na tabela, que significa ganho real nos seus vencimentos. Foi um dia histórico, porque essa lei, além de aumentar a autoestima dos servidores, com a incorporação desse novo valor à aposentadoria e corrigindo uma antiga distorção, permitindo o enquadramento da função pelo grau de escolaridade, incentiva que todos continuem estudando e se qualificando para prestar o melhor serviço para a comunicação pública de Sergipe”, afirmou Givaldo.

Fonte:Da redação, com informações da Agência Sergipe de Notícias

Fonte: FITERT – Federação dos Radialistas